Ligue 75 3162-7900 e realize seu futuro agora! | Portal do Aluno

11
fev

Como se destacar no mercado

Para os que ainda não iniciaram os estudo, sempre é bom esclarecer: o profissional de design de interiores lida com a parte de decoração, a arte, a estética de interiores, tecidos, mobiliário, revestimentos, distribuição de peças, aproveitamento do espaço e da luz, a distribuição de ambientes e o bem-estar de quem ocupa as edificações, assim como sua funcionalidade, entre outras atribuições.
Na verdade, o termo “Design de Interiores” é relativamente novo no Brasil. Foi oficializado no fim da década de 1990, até então a área era conhecida como “Decoração”, “Arquitetura de Interiores” ou simplesmente “Design”.
Nesta postagem, seja você alguém que pensa em se tornar designer, em ingressar em uma instituição de ensino dessa área ou mesmo se já é um profissional de design de interiores que quer conhecer melhor o mercado, vai conseguir as informações que precisa.
O mercado de trabalho para designers de interiores está muito em alta. Estima-se que haja em torno de 15 mil profissionais em atuação no Brasil.
E de acordo com o Guia da Carreira, no Brasil este ano (2017) há 96 cursos superiores de design de interiores autorizados pelo MEC: 90 tecnológicos, 2 sequenciais e 4 bacharelados.
O crescimento do setor imobiliário impulsionou e aqueceu o mercado de trabalho para designers de interiores, oferecendo mais vagas e melhores salários para os profissionais, assim como novas áreas de atuação.
Com a ascensão do uso de materiais e soluções sustentáveis e uma maior preocupação com o meio ambiente, a tendência aponta para projetos que levam em conta estas questões e a acessibilidade dos espaços, mas este é apenas um dos vários ramos em que um profissional de design de interiores pode se especializar.
Na verdade, o mercado de trabalho para designer de interiores tem um campo vasto de atividade – o profissional pode lecionar em escolas, montar um escritório próprio, trabalhar em grandes e já famosos escritórios de arquitetura e design e até prestar consultorias avulsas.
Além disso, as lojas de móveis planejados e de decoração são as maiores empregadoras de designers de interiores, pois buscam profissionais que atendam diretamente as dúvidas de seus clientes.